Violência Doméstica

segunda-feira, outubro 09, 2006

Apresentação

Olá!
Nós somos da turma B do 9º ano da Escola secundária D. João II. E criamos este blog com a finalidade de apresentar um trabalho sobre violência doméstica, de uma maneira um pouco diferente.




-Diogo Fernandes nº7
-Joana Boavista nº12
-Sofia Fernandes nº18

24 Comments:

  • At 2/05/2010 08:24:00 AM, Anonymous Anônimo said…

    Parabéns! Adorei ver o vosso trabalho.. e só no fim é que vi que nao era feito por adult@s. PARABÉNS!!

    Rosarioo

     
  • At 2/16/2010 06:59:00 AM, Anonymous Márcia Cristina Sulenta said…

    Nossa! O trabalho de vcs é incrível... Pena tratar-se se um tema tão triste e cruel... Estou realizando um projeto e pesquisando nos Conselhos Tutelares nas proximidades de minha cidade casos de viaolência física contra ctrianças e adolescentes. Adorei o trabalho de vc's e gostaria de saber as referências para poder pesquisar sobre o assunto. Atenciosamente Marcía (Estudante do curso de Psicologia - UnC Concórdia)

     
  • At 3/04/2010 04:54:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    animais é o titlo pr essa agressao

     
  • At 3/04/2010 04:54:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    homem q é homem ñ bate.........a maioria se faz

     
  • At 3/04/2010 04:59:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    criancas q convivem com esse tipo de agreecao ate mesmo com os familiares,tem medo de denunciar pelas ameacas q tal crianca sofre acontecendo entao o tralma infantil...homens como os quais batem em esposas ou filhos deveriam levar prisao perpetua por tal brutalidade ,pois isso ñ é ato de homem,as criancas devian ter amor e as esposas tamben pois nem todas podem se defender ,esperando entao seus filhos crecerem pr ver se assim mantem um descanso na sua propria casa.....a denuncia,devia ser feita pela propria esposa,sem medo pois se ñ dennciarem assim continua os mas tratos

     
  • At 3/04/2010 05:01:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    isso é um abuso,o titulo para esses homens é´´COVARDE´´

     
  • At 4/11/2010 06:53:00 AM, Anonymous Paulo Branco said…

    Eu, Paulo Branco pai de 3 menores, pois já estou divorciado á 2 anos onde de acordo entre ambos, os meus queridos filhos ficaram á guarda da mãe, mas foi a maior borridade que podia ter feito!!!!!!!!
    Ela tanto os trata mal fisícamente como psicologicamente, sempre que os vou buscar tenho que chamar a G.N.R., a Comissão de Menores de Montemor - O - Velho está dentro do assunto onde já fizemos vários acordos onde a mãe nunca os compriu,enfim........
    Já pedi a regulação do poder Paternal ao Ministério Publico de Montemor - o -Velho onde me informaram que o processo foi arquivado porque pediram á Comissão de Menores um parcer, onde para eles dizem que está tudo bem.
    Pois os meus filhos não querem estar com a mãe, dizem que vão fugir de casa, que passam fome, onde eu lhes nunca faltei com a pensão de alimentos e muito mais....
    Pois muito sinçeramente não tenho qualquer tipo de confiança nesta Comissão de Montemor -o - Velho.
    Pergunto eu:
    que mais posso fazer para ajudar os meus queridos filhos?
    SERÁ QUE SEIJA PECISO ACONTECER UMA DESGRAÇA PARA DEPOIS FAZEREM ALGUMA CIOSA??????
    DEUS QUEIRA QUE ISSO NUNCA ACONTEÇA, POIS QUERIA VER DE QUEM ERA A RESPONSABILIDADE.
    Desculpem este desabafo, mas muito sinceramente já não sei o que fazer????!!!!

     
  • At 6/08/2010 04:45:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    é muito bom saber que no mundo ainda existe pessoas que mostram a realidade e que tão afim de acabar de vez com a violencia

     
  • At 11/11/2010 02:30:00 AM, Blogger Valentina, uma mulher que fala said…

    olá, sou bo Blog MULHERES FORTES LONGE DE CHUPINS VIOLENTOS.
    É UM BLOG QUE MONTEI PARA CONTAR A MINAH HISTÓRIA EM QUE QUASE APANHEI MESMO ATÉ SUSTENTANDO AQUELE VAGABUNDO E MAU CARÁTER.
    TIVE A "INICIATIVA" DE METER O PÉ E POR PRA FORA DE CASA. FUI MAIS PREVENTIVA DO QUE AS QUE LEVMA O PRIMEIRO TAPA E TERMINAM OU SE SUGEITAM À ISTO.
    MEU OBJETIVO É ALERTAS OS SINAIS DE VIOLÊNCIA E QUE "ELES NÃO MUDAM NUNCA". A MULER É QUE TEM DE TER A INICIATIVA DE METER O PE E DENUNCIAR!
    http://pravocemulheratual.blogspot.com

     
  • At 11/18/2010 08:16:00 AM, Anonymous Anônimo said…

    Adorei o vosso trabalho. É pena é se tratar de um tema tão triste. Mas estao de parabéns.

     
  • At 3/12/2011 11:42:00 AM, Blogger islane said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 8/01/2011 09:32:00 AM, Anonymous Anônimo said…

    Peterson Ramos (Angola- kuanza sul)
    parabéns o vosso trabalho é incrivel, é penas que é um tema muito triste. eu também estudo numa escola do II ciclo do ensino secundário. esse trabalho ajudou-me bastante nesse ano lectivo, mandaram-me um trabalho com o mesmo tema, graças ao vosso trabalho eu tive 18,75 valores.
    mais uma vez parabéns.
    peterson-grave@hotmail.com é meu email, quando tiverem um trabalho com tema tão sujestivo como este não esitem em me mandar.
    um abraço a toda a equipa deste blog.

     
  • At 9/13/2011 09:31:00 AM, Anonymous john lemos said…

    ola eu so o joão lemos sou contra a violencia domestica

     
  • At 9/13/2011 09:49:00 AM, Anonymous john lemos said…

    ola eu so o joão lemos sou contra a violencia domestica

     
  • At 9/18/2011 07:45:00 PM, Blogger maria, tereza silva, de lima said…

    MUITO BOM O TRABALHO COMO DEVO

     
  • At 9/18/2011 07:47:00 PM, Blogger maria, tereza silva, de lima said…

    COMO DEVO MENCIONAR ESTE TRABALHO ?COLOCO O NOME DOS TRÊS OU SÓ O BLOGGER

     
  • At 9/20/2011 12:05:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    ola gostei muito do vosso trabalho.e so pra dizer que eu tenho uma vizinha que tambem e vitima de e essas acçoes sao praticadas pela tia dela que a maltrata toda hora de manha,a tarde e principalmente de noite.Ela quer sair de casa so que nao da porque os pais dela vivem em malanje e ela nao tem parentes em luanda.mais se depende-se de mi eu iria denuciala so que nao posso fazer isso por causa do filho dela que so tem ja a Mae.

     
  • At 12/29/2011 10:06:00 AM, Anonymous ana paula said…

    oi meu nome e ana paula tenho 35 anos a qual convivo com o pai da minha filha a 4anos.de uns tempos pra ca venho sofrendo com agressoes fisica,verbal e psicologicas.nao sei mais o q fazer,tenho vergonha de comenta com minhas amigas ou denunciar,outrora eu trabalhava na sec.de assist social e sei como funciona,hj sou agente de saude tenho pac com o mesmo prob. q eu e o q passar pra elas se comigo acontece o mesmo.por favor me ajude ;apesar q ele diz nao sair de casa

     
  • At 2/29/2012 11:58:00 AM, Anonymous Anônimo said…

    Oi...
    O meu professor de redação pediu pra a nossa turma fazer uma redação sobre a Violência Doméstica, quando achei este blog e comecei a ler achei muito interessante e ao mesmo tento triste, pois os fatos são muito profundos e tomara que muitas pessoas visitem este blog e leem, para se darem conta de que a Violência Doméstica esta cada vez mais presente no nosso dia-a-dia!!!

     
  • At 4/27/2012 03:47:00 AM, Anonymous Anônimo said…

    que coisa em
    ne pessoal
    isso nao foi feito de deus

     
  • At 10/30/2012 10:47:00 AM, Anonymous Anônimo said…

    sabe,hoje eu tenho 15 anos,e chamo Cinthia,e eu e minha família fomos vítimas de violência doméstica,fui abusada sexualmente, ví meus irmãos sofrendo... ví minha mãe sofrendo e pagando por coisas que sequer teve culpa.
    vivemos à baixo dessa tortura por aproximadamente 10 anos,doia muito quando eu via minha mãe chorar,tremia de medo quando eles começavam a alterar a voz um com o outro,acho que eu e os meus irmãos sofremos praticamente todos os tipos de violência doméstica,mas o abuso sexual,até nde eu sei somente eu.
    Eu me calei diante de tudo,pois pensava que,se minha mãe não podia defender a ela mesma,como ME defenderia...
    TENTEI ME MATAR várias e várias vezes,e graças ao meu irmão do meio não estou morta.Minha mãe e meus irmãos,eram as únicas coisas que eu conhecia desde os meus sete anos.Eu vivia para agradar o meu ex-padrasto,pois tinha medo de que ele descontasse na minha família.evitava ao máximo demonstrar dores,tanto físicas quanto emocionais.Tudo o que eles falavam era o certo.
    Muitas coisas além da violência doméstica aconteceram comigo...
    E por mais que eu deteste ir a psicóloga,e/ou médico,sei que necessito ir,pois já posso ver os resultados dos traumas cravados dentro de mim.O tempo ia passando,e aquela dor...eu não estava mais suportando...então começei a me multilar,pegava a maior faca que havia na cozinha de casa e me cortava,mas ninguém nunca percebia nada,primeiro,pq eu não tinha amigos,segundo,pq minha mãe e eu quase não conversavamos(pq ele não permitia) e terceiro,eu era muito quieta,o medo tomava conta de mim...
    Quando os abusos sexuais começaram,eu tentava escapar...mas não tinha como...então o único jeito que encontrei para me livrar dele,foi matando-o.
    Estava tudo certo,naquela noite eu iria matá-lo.Cheguei com a faca a 3 cm de distância,mas algo me dominou,foi mais forte do que eu...não era pra mim fazer aquilo...então o medo de novo me acometeu...e eu sai correndo do quarto dele e da minha mãe...
    voltei pro meu quarto e corri para fechar a porta,e começei a chorar...
    o dia seguinte,aproximadamente às 5;00 a.m. ele foi até o meu quarto ...eu tentava dar desculpas,e fiquei enrolando ele,torcendo para que passasse logo o horário,pra mim ir pro colégio.5;20 minha mãe entra no meu quarto e pegou ele na minha cama..
    Esse foi um dos piores da minha vida,o pavor tomou conta de mim,pois cheguei a imaginar que ela nunca mais iria olhar pra mim,achei que ela iria me expulsar de casa,e logo pensei nos meus irmãos,eles não poderiam ficar lá,não sem mim!!!Eles precisavam de mim...
    ão me concentrei em absolutamente nada no colégio.Os professores então,pela primeira vez perceberam o quanto eu estava trêmula,meus olhos não conseguiam mais conter tamanho pranto..eles queriam chamar minha mãe e meu padrasto,e então eu entrava em desespero...
    O tempo passou,eu e minha mãe já tinhamos combinado tudo!!!
    Falei sobre ele no colégio para o diretor,e então ele nos encaminhou ao conselho tutlar..
    não sei como ele nos encontrou no abrigo...
    mas no final,tudo ficou certo,ele está preso em prisão preventiva,e nós refugiados em algum lugar do mundo...
    quero dizer com tudo isso ...FORÇA PARA QUEM SOFRE ASSIM...

     
  • At 1/18/2013 01:36:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    Adorei! simplesmente isso. É um trabalho excelente, tenho de vos tirar o chapéu desta vez. Vocês são bons! Continuem, pode ser que cheguem mais alto. ;)

     
  • At 6/13/2013 12:05:00 PM, Anonymous Anônimo said…

    ola meu nome e ja eu tenho 21 anos tenho um filho lindo de 2 anos e 4 meses e sou casada meu marido tem 35 anos e ele estamos juntos há 4 anos e são 3 anos e 9 meses q ele mim agride eu as vezes fico sufocada querendo conversa mais quando vc fala com alguem eles falam a vc asseita por q quer e so sabem criticar eu ñ sei oq fazer pois eu acho q eo melhor pra meu filho viver com os pais eu sei q fauta fais um pai então eu ñ quero q meu filho sinta o mesmo eu estou escrevendo pois estou vendo a hora de ficar louca hoje mesmo eu estou com ematomas pois ele bebeu e mim bateu e eu ñposso faser nada ele dis q se eu der queixa ele vai rancar minha cabeça e botar na porta de minha mãe então eu tenho muito medo e nem posso reagir pois e pior.então vcs q gostão de criticar vejão bem antes de falar pois so quem sente e quem passa...

     
  • At 4/29/2014 07:30:00 PM, Anonymous Rica Almada said…

    Parabéns amados.

     

Postar um comentário

<< Home